Biomedicina

Tendências da tecnologia para observar na saúde das mulheres

Aqui estão os dispositivos médicos mais inovadores, testes e tratamentos para as mulheres que podem chegar aos consumidores nos próximos anos.

  • Terça-feira, 27 de dezembro de 2016
  • Por Emily Mullin
  • Tradução por Elisa Matte (OPINNO)

O ano passado não foi um grande ano para a tecnologia da saúde das mulheres. Primeiro, havia o "absorvente interno inteligente" habilitado com Bluetooth que surpreendeu alguns com seu design desajeitado e pouco prático. Em seguida, vieram as preocupações de segurança de que os hackers pudessem acessar dados de saúde privados de aplicativos móveis projetados para ajudar as mulheres a monitorar seus ciclos menstruais e fertilidade.

Esperamos que 2017 seja melhor. Felizmente, mais startups estão percebendo que as mulheres e os homens têm diferentes necessidades de saúde. Como resultado, mais empresas do que nunca estão desenvolvendo novos produtos e serviços para lidar com parto, contracepção e condições médicas específicas para as mulheres. Aqui estão algumas das tecnologias mais interessantes da saúde das mulheres a caminho.

Reconstrução mamária sem agulha

Com a taxa de mastectomias duplas em ascensão, mais mulheres estão enfrentando a decisão de obter reconstrução da mama após a cirurgia. Durante décadas, a preparação de implantes mamários envolveu a expansão de tecido usando agulhas, o que muitas vezes é um processo dolorosp e inconveniente. Um dispositivo sem agulha, controlado pelo paciente, que expande o tecido com pequenas quantidades de dióxido de carbono pode mudar isso. O dispositivo foi testado em um grande ensaio clínico na Universidade de Columbia e está aguardando aprovação pela FDA.

Um diagnóstico para a endometriose

Dot Laboratories, com sede em São Francisco, liderada por Heather Bowerman, desenvolveu um teste para a endometriose, uma doença muitas vezes dolorosa em que tecido que normalmente cresce dentro do útero cresce fora dele em vez disso. A doença afeta quase uma em cada 10 mulheres em todo o mundo e é uma causa comum de infertilidade. Tipicamente, a única maneira de diagnosticar definitivamente a doença é com a cirurgia invasiva. Nos Estados Unidos, leva uma média de 11 anos para uma mulher com endometriose receber um diagnóstico correto. Bowerman quer mudar isso. Sua empresa criou um exame de sangue para a doença e planeja lançar o teste em meados de 2017.

Fornecimento de controle de natalidade sob demanda

Descrito como "Uber para controle de natalidade", startup Nurx está ajudando as mulheres que se encontram na frustrante posição de ficar sem controle de natalidade e esperando para obter uma nova receita. Um cliente pode fazer logon na plataforma desktop da Nurx ou baixar o aplicativo da empresa, inserir suas informações pessoais de saúde e selecionar o tipo de contraceptivo que ela prefere. Em seguida, um médico da Nurx entra em contato e a empresa envia a receita para uma farmácia e organiza uma entrega. Os pacientes podem obter um suprimento de três meses durante a noite. Até agora, a empresa é capaz de entregar para a Califórnia, Nova York, Washington, e Washington, D.C., e tem planos para expandir em outro lugar.

Papanicolau em casa

Enquanto a maioria das mulheres com seguro saúde têm acesso a exames de Papanicolaou regulares para detectar anormalidades cervicais, muitas mulheres ainda podem perder a triagem por uma variedade de razões, incluindo a natureza embaraçosa e estranha do teste. A Eve Medical, com sede em Toronto, desenvolveu um kit que permite às mulheres fazer a coleta sozinhas e testarem para clamídia, gonorréia e papilomavírus humano (HPV). Quando a mulher faz a coleta, ela o envia de volta para a empresa para análise em um laboratório. Atualmente, a empresa está vendendo os testes on-line para residentes canadenses.

Teste de fertilidade baseado em saliva

Katie Brenner, pós-doutoranda na Universidade de Wisconsin, Madison, fundou o BluDiagnostics depois de ter problemas para engravidar e se sentir frustrada com os testes de fertilidade no mercado. Sua empresa está construindo um protótipo de um dispositivo baseado em saliva que mede os níveis hormonais femininos e é projetado para ser usado em casa para prever a ovulação, diagnosticar gravidez e identificar problemas hormonais que possam estar impedindo uma mulher de engravidar. Se a empresa conseguir provar em testes clínicos que a tecnologia funciona, a abordagem poderia potencialmente substituir os testes hormonais que são tradicionalmente realizados por sangue em uma clínica.

Para deixar seu comentário, por favor, regístrate ou efetue seu login

Esqueceu sua senha?

Publicidade

Vídeo

Inovadores com menos de 35 anos Brasil

Mais Vídeos

Informes Especiais

Uma Cura para os Gastos com Saúde

Os gastos com a saúde estão fora de controle. E a inovação em medicamentos, testes e tratamentos é o motivo. Mas e se a tecnologia pudesse ser uma forma de poupar dinheiro ao invés de gastá-lo?

Ganhando Com Dispositivos Móveis

Publicidade
Publicidade