Informática

Farol inteligente Ilumina Estrada Sem Cegar Outros Motoristas

Faróis computadorizados podem eliminar o brilho de outros faróis que se aproximam, melhorando a visibilidade.

  • Sexta-feira, 26 de setembro de 2014
  • Por Iddo Genuth
  • Tradução por Elisa Matte (Opinno)


Imagem: Protótipo de farol programável CMU-Intel preso ao capô de um veículo. Uma caixa de acrílico protege os componentes de poeira, sujeira e umidade.

Se você odeia quando o motorista na pista contrária te cega com seus faróis altos, ou quando o brilho do caminhão que vem atrás o impede de se olhar no espelho retrovisor, uma solução pode estar próxima. Um farol programável experimental ajusta automaticamente milhares de pequenas, fontes de luz controlados individualmente para evitar que a visão de outros motoristas seja comprometida enquanto ainda iluminando placas ou obstáculos à frente.

Pesquisadores da Carnegie Mellon e da Intel desenvolveram o protótipo do farol, que analisa a estrada à frente utilizando uma câmera infravermelha e pode localizar outros motoristas e seletivamente desabilitar a luz direcionada a eles e pode fazer isso a 140 quilômetros por hora. Embora reduza o brilho para motoristas que se aproximam, não deixa a estrada mais escura para a pessoa atrás do volante.

O farol pode realizar outras tarefas úteis. Poderia dar destaque a objetos difíceis de ver no escuro; mostrar a faixa quando não ela não é marcada ou bem iluminada; projetar informações de navegação na estrada em frente ao condutor; ou mesmo reduzir o brilho durante uma nevasca, distribuindo a luz entre flocos de neve. Melhorar a capacidade de conduzir no escuro e em outros cenários de baixa visibilidade poderia ajudar a salvar pelo menos algumas das 32 ​​mil pessoas que morrem em acidentes de carro a cada ano nos EUA.

Apesar de faróis adaptativos já terem sido introduzidas nos últimos anos por fabricantes de automóveis como BMW, Audi, Mercedes e Volvo, eles normalmente são muito mais lentos e seu ajuste fino não é tão bom. Eles apontam o caminho em torno de um canto ou diminuem as luzes se um pedestre está atravessando, mas eles não têm a capacidade de melhorar a iluminação na pista.

Imagem: O brilho tipicamente visto de um farol alto é mostrado na imagem superior; o recurso anti-reflexo do novo farol é visto abaixo.

O protótipo da Carnegie Mellon-Intel inclui uma câmera, um computador e um projetor digital. Informações da câmara infravermelha são processadas por um computador que tenta identificar objetos relevantes na estrada, como carros, pedestres, ou sinais de trânsito. O projetor usa uma fonte de luz de 4700 lumens (muito mais brilhantes do que um farol comum) com um conjunto de mais de 800.000 micro-espelhos que podem ser controlados individualmente pelo computador.

A capacidade de controlar a luz com tantos micro-espelhos possibilita um sistema de alta resolução, altamente ajustável que também pode ligar e desligar cada "pixel" em pouco menos de um milissegundo (a batida da asa da mosca leva quase três vezes mais tempo).

John Leonard, professor de engenharia mecânica do MIT que não esteve envolvido na pesquisa, diz que o farol programável da Carnegie Mellon poderia melhorar a visão de automóveis. "Este é um grande exemplo de como pegar ideias da visão computacional e aplicá-las a um problema desafiador do mundo real", diz ele. "Este é um obstáculo conhecido por veículos autônomos e pode-se imaginar como a extensão destes conceitos pode dar origem a melhores sensores de segurança ativa e sistemas avançados para carros autônomos".

A equipe de Carnegie Mellon, que recentemente apresentou suas conclusões na Conferência Europeia sobre Visão Computacional, em Zurique, na Suíça, ainda está modificando o protótipo, que deverá estar concluído dentro dos próximos seis meses. Ao longo dos próximos dois anos, a equipe planeja miniaturizar os componentes e tornar o sistema mais rápido. Robert Tamburo, engenheiro-chefe do projeto, afirma: "Estamos atualmente explorando todas as opções para trazer o nosso design para o mercado".

Para deixar seu comentário, por favor, regístrate ou efetue seu login

Esqueceu sua senha?

Publicidade

Vídeo

Inovadores com menos de 35 anos Brasil

Mais Vídeos

Informes Especiais

Uma Cura para os Gastos com Saúde

Os gastos com a saúde estão fora de controle. E a inovação em medicamentos, testes e tratamentos é o motivo. Mas e se a tecnologia pudesse ser uma forma de poupar dinheiro ao invés de gastá-lo?

Ganhando Com Dispositivos Móveis

Publicidade
Publicidade