Informática

O Apple Watch Pode Dar um Jeito Nos Probleminhas Comuns de Relógios Inteligentes

O primeiro relógio inteligente da Apple parece ser o melhor relógio Inteligente até agora, mas a experiência do usuário ainda é um pouco incerta.

  • Quarta-feira, 10 de setembro de 2014
  • Por Rachel Metz
  • Tradução por Elisa Matte (Opinno)


Imagem: Exibição: CEO Tim Cook revelou o Apple Watch na terça-feira.

Hoje eu finalmente comecei a experimentar um relógio inteligente que se encaixa no meu pulso, parece ser bom, e tem a intenção completo mas não excessivamente irritante.

Enquanto outros relógios inteligentes que já testei, em geral são desajeitado, frágeis, feios e, francamente, não tão inteligentes (veja “So Far Smart Watches Are Pretty Dumb”), o recém-anunciado Apple Watch parece elegante, projetado com cuidado, extremamente personalizável e cheio de ótimas tecnologias habilmente implementadas. Em outras palavras, parece ser incrível.

Mas ele só "parece" ser incrível, já que não consegui testar um totalmente funcional. A Apple não os deixou disponíveis para os jornalistas em seu stand de demonstração depois de anunciar o produto - juntamente com dois iPhones atualizados extremamente finos - na terça de manhã perto de sua sede em Cupertino, Califórnia. E a Apple não disse quando estará disponível, especificamente, exceto que será no início de 2015.

No entanto, pude ter uma ideia de como será com dispositivos para demonstração que passa um vídeo infinito e não-interativo de algumas das funções do Apple Watch terá quando for lançado estavam disponíveis para experimentar. Um funcionário do stand de demonstração, por sua vez, me mostrou funcionalidades de um relógio da Apple em seu próprio pulso que eu não tinha permissão para tocar (esse, também, não parecia totalmente funcional).

A Apple está oferecendo o Apple Watch em três acabamentos diferentes: um esportivo com um corpo de alumínio anodizado, um mais "clássico" um em aço inoxidável brilhante e um mais estiloso com corpo em ouro 18 quilates em ouro. O modelo mais barato vai custar US$ 349, que é caro, mas não insano para um dispositivo útil, a ser usado todos os dias (e definitivamente não é muito caro para um belo relógio), e todos eles vão exigir um iPhone para funcionar.

O Apple Watch será disponibilizado em dois tamanhos (38 milímetros e 42 milímetros), que é uma ótima notícia para alguém como eu, que tem pulso fino. No meu braço, o menor pareceu um pouco mais pesado do que eu gostaria e muito grosso, mas não era desconfortável e definitivamente se encaixam melhor do que outros relógios inteligentes que já experimentei. Ele tem uma tela nítida, brilhante protegida por safira, que é mais dura do que o vidro e por isso deve ser mais difícil de riscar e quebrar (veja “Sapphire Screen Would Test Apple’s Manufacturing and Design Skills”).

A Apple claramente pensou muito sobre como os usuários devem (e não devem) interagir com a tecnologia vestível. O Apple Watch tem uma tela sensível ao toque, e, à medida que um funcionário usava seu dedo para navegar, os aplicativos na tela se moviam com fluidez. A tela também é sensível à força, o que significa que ela pode diferenciar um toque de uma apertada, o que permite um número maior de controles. Há também o controle por voz para fazer coisas como twittar e enviar mensagens.


Imagem: Carismático: A coroa na lateral do Apple Watch pode ser usada para percorrer uma lista de contatos.

Ainda mais inteligente: ao girar o botão no lado esquerdo aumentamos ou diminuímos o zoom do maps e navegamos entre imagens de contatos - uma forma um tanto óbvia de navegar em uma tela tão pequena, sem obstruí-la totalmente (e que tem existido há um bom tempo).

Uma grande preocupação minha com outros relógios inteligentes é com os alertas invasivos, mas a Apple claramente pensou nisso, e está tentando incorporar um novo tipo de feedback tátil que é menos irritante do que seu zumbido padrão. O relógio de demonstração que eu usei me deu uma noção disso com uma notificação que me pareceu um ligeiro toque. Isso será usado para, entre outras coisas, permitir que você saiba quando virar se você está sengo guiado pelo relógio, tornando-se possível navegar sem olhar para o seu pulso ou telefone.

Além de desafiar outros fabricantes de relógio inteligente, Apple Watch também é uma enorme ameaça para os fabricantes de monitores de atividade física como Fitbit e Jawbone. Ele tem vários sensores em sua parte traseira, incluindo o que dois funcionários confirmaram ser um fotopletismografo ou PPG, sensor, que monitora mudanças no fluxo sanguíneo através da projeção de uma luz sobre a pele e da medição de sua reflexão dos vasos sanguíneos (veja “Using Your Ear to Track Your Heart”). Você pode ter visto esse tipo de medição em um hospital sob a forma de um dispositivo colocado sobre a ponta do dedo, e ele pode ser usado para obter, com precisão, uma série de sinais biológicos, como a frequência cardíaca, temperatura e taxa de respiração. No Apple Watch, que trabalha em conjunto com um acelerômetro e também aproveita o GPS e Wi-Fi do iPhone para medir atividade e calorias queimadas.

Este tipo de sensor permite que o Apple Watch faça esse monitoramento de forma muito mais precisa do que muitos dispositivos já existentes no mercado, e esses dados provavelmente ficarão disponíveis para aplicativos de saúde e atividade física de terceiros; os dados coletados serão enviados de volta para o iPhone e para o novo aplicativo de saúde incluídas na última versão do sistema operacional móvel da Apple. Um novo sistema operacional, o iOS 8, será incluídos nos novos iPhones (que estarão a venda em 19 de setembro) e estará disponível para usuários existentes de iPhone, iPod Touch e iPad em 17 de setembro.

Grandiosidade aparente à parte, há muitas incógnitas sobre o Apple Watch que controlam minha animação. A tela do dispositivo é extremamente brilhante, e ajustável, mas seu desempenho sob luz solar intensa ou, na verdade, qualquer tipo de luz que não seja a da sala de demonstração escura, não está claro.

O relógio também é resistente à água e tem uma bateria que é feita para durar um dia, de acordo com um dos funcionários da área de demonstração de produtos da Apple, mas os detalhes de sua robustez e da vida útil de sua bateria não foram divulgados.

E então não há maneira de saber quão preciso seu sensor de batimento cardíaco será. O pulso é um local sensível para um dispositivo vestível, mas é uma parte do corpo complicada de usar para medir com precisão os sinais do corpo, porque há uma grande quantidade de ruído para filtrar de movimentos que não são realmente relacionados com à nossa atividade.

Há a possibilidade de o Apple Watch realmente fazer coisas demais. Ele pode ser usado para atender chamadas de telefone e um recurso estilo walkie-talkie permite que você se comunique com outros usuários de Apple Watch (duvido que isso se torne muito mais do que um truque divertido). Um kit para desenvolvedores permitirá que desenvolvedores externos criem aplicativos para ele. A Apple chegou a anunciar um novo recurso de pagamento na terça-feira, o Apple Pay, que traz o pagamento sem contato para o iPhone através do uso da comunicação de campo próximo, e o Apple Watch será capaz de fazer isso também.

Enfim, é claro, dependerá dos usuários decidir a qualidade do Apple Watch e como ele é usado - ninguém vai lhe forçar a ativar todos os tipos de notificações, atender suas chamadas, ou comprar um pacote de chicletes usando seu pulso. E, como o resto de vocês, vou guardar minha avaliação final para uma data desconhecida em um futuro não muito distante, quando eu realmente testá-lo.

Para deixar seu comentário, por favor, regístrate ou efetue seu login

Esqueceu sua senha?

Publicidade

Vídeo

Inovadores com menos de 35 anos Brasil

Mais Vídeos

Informes Especiais

Uma Cura para os Gastos com Saúde

Os gastos com a saúde estão fora de controle. E a inovação em medicamentos, testes e tratamentos é o motivo. Mas e se a tecnologia pudesse ser uma forma de poupar dinheiro ao invés de gastá-lo?

Ganhando Com Dispositivos Móveis

Publicidade
Publicidade