Fita Adesiva Gruda-desgruda: Um adesivo de 100 centímetros quadrados feito de tecido de fibra de carbono e poliuretano prende 135 quilos de pesos a um painel de vidro. O adesivo pode ser facilmente removido e reutilizado.
Fonte: University of Massachusetts

Other

Fita Adesiva Reutilizável Poderia Segurar sua TV

Grandes pedaços de um adesivo novo extremamente forte, inspirado em lagartixas, pode ser usado varias vezes.

  • Sexta-Feira, 09 de Março de 2012
  • Por Prachi Patel
  • Tradução por Elisa Matte (Opinno)

Por anos, cientistas têm tentado fazer fortes adesivos reutilizáveis ​​imitando as estruturas microscópicas semelhantes a cabelos dos dedos das lagartixas que dão a ela a sua capacidade de escalar. Mas essas estruturas são difíceis de fazer, limitando o tamanho dos adesivos 'para alguns centímetros. Agora, pesquisadores da Universidade de Massachusetts, Amherst, inventaram uma estrutura inspirada nas lagartixas diferente que funciona ainda melhor. Eles criaram um tecido adesivo reutilizável que pode ser fabricado facilmente e de forma barata, com dezenas de centímetros de largura e é três vezes mais forte do que os pés da lagartixa.

Pedaços do material do tamanho de uma mão se grudam até mesmo em vidro liso enquanto segurando 300 quilos de peso, relataram os pesquisadores na revista Advanced Materials. Isso é muito mais do que qualquer outro adesivo reversível pode prender, eles dizem. Os pedaços de adesivo podem ser descolados e reutilizados mais de 100 vezes. Tais materiais poderiam ser usados ​​para conectar TVs a uma parede, fazer robôs que sobem paredes e janelas, e unir as peças de computadores e carros.

Um bom adesivo precisa de duas características conflitantes, diz Ali Dhinojwala, um professor da ciência dos polímeros na Universidade de Akron, em Ohio. Deve ser macio para que ele possa estar em conformidade com uma superfície, mas também suficientemente rígida para segurar o peso. As fibras nos dedos da lagartixa se ajustam a essa lei: eles são feitos de uma proteína forte, mas que são suficientemente finas para dobrar e fazer contato próximo com a superfície. É por isso que Dhinojwala e outros tentaram imitar os intrigantes pêlos dos pés usando nanotubos de carbono e polímeros.

Os pesquisadores da UMass tiveram uma abordagem mais simples. Eles depositaram uma camada fina de polímero de borracha sobre um tecido feito de fibras de carbono rígidas. O polímero se liga de perto com uma superfície, aderindo a ela por causa de uma força de atração reversível conhecida como a força de van der Waals, que também ajuda os pêlos da lagartixa a se agarram a qualquer superfície.

O tecido duro é a chave para a resistência de adesão do material, diz o biólogo da UMass Duncan Irschick, que esteve envolvido no novo trabalho. O tecido de milímetros de espessura tem uma força de aderência de cerca de 30 newtons por centímetro quadrado: três vezes a força das duas patas da frente de uma lagartixa. Isso ainda é apenas cerca de um terço da força de adesivos feitos de nanotubos de carbono, mas o novo tecido é muito mais fácil e mais barato de fazer em tamanhos maiores. Os pesquisadores mostraram que ele pode ser usado para fixar uma TV de 42 polegadas a uma superfície de vidro, e que também pode ser retirada com um puxão suave e reutilizado várias vezes sem deixar qualquer resíduo.

Dhinojwala diz que o trabalho é um conceito interessante que aproxima o conceito de aderência das lagartixas a fitas adesivas convencionais. No entanto, diz ele, pesquisadores precisam mostrar que seu novo material pode aderir a mais superfícies do que o vidro - e que pode segurar grandes pesos por um longo tempo.

Alfred Crosby, um professor de ciência dos polímeros e engenharia que está liderando o novo trabalho, disse que o projeto adesivo deve realmente trabalhar em uma variedade de superfícies. Os pesquisadores pretendem demonstrar isso em breve para comercializar o adesivo.

Para deixar seu comentário, por favor, regístrate ou efetue seu login

Esqueceu sua senha?

Publicidade

Vídeo

Inovadores com menos de 35 anos Brasil

Mais Vídeos

Informes Especiais

Uma Cura para os Gastos com Saúde

Os gastos com a saúde estão fora de controle. E a inovação em medicamentos, testes e tratamentos é o motivo. Mas e se a tecnologia pudesse ser uma forma de poupar dinheiro ao invés de gastá-lo?

Ganhando Com Dispositivos Móveis

Publicidade
Publicidade