arXiv blog

Inspirados pela Wikipedia, Cientistas Sociais Criam uma Revolução na Pesquisas on-line

A maioria das informações presentes na Wikipedia vem de um pequeno número de usuários. Agora, cientistas sociais estão coletando dados de maneira semelhante, permitindo que participantes desenhem pesquisas à medida que contribuem.

The Physics arXiv Blog 10/10/2014

Coletar dados sobre preferências e atividades humanas é a base de muita pesquisa em ciências sociais. Mas a melhor forma de reunir esses dados tem sido objeto de debate feroz.

Cientistas sociais têm essencialmente duas opções. Por um lado, há pesquisas de opinião pública com base em um conjunto de perguntas de múltipla escolha - a chamada abordagem fechada. Por outro lado, há abordagens abertas na forma de entrevistas de âmbito livres em que os entrevistados ficam livres para falar o que pensam. Existem claramente vantagens e desvantagens importantes para cada método.

Hoje, Matthew Salganik da Universidade de Princeton, em Nova Jersey, e Karen Levy na Universidade de Nova Iorque apresentaram uma nova forma de coletar dados inspirada por uma nova geração de sistemas de agregação de informações como a Wikipedia. "Assim como Wikipedia que evolui ao longo do tempo com base nas contribuições dos participantes, vemos uma pesquisa em evolução impulsionada pelas contribuições dos participantes", dizem eles.

Eles dizem que a nova abordagem pode produzir insights que seriam difíceis de obter com outros métodos. Mas também apresenta desafios para os cientistas sociais, em especial quando se trata de analisar os dados coletados desta forma.

Projetos como Wikipedia são o resultado de conteúdo gerado por usuários em enorme escala. A dúvida de Salganik e Levy é se as pesquisas também poderiam ser construídas por participantes, pelo menos em parte.

Para descobrir isso, esses caras desenvolveram um novo tipo de mecanismo de coleta de dados que eles chamam de pesquisa wiki. Começou com um conjunto de perguntas base, mas permite que os entrevistados acrescentem suas próprias perguntas à medida que a pesquisa evolui.

A pesquisa wiki tem uma forma particular em que os entrevistados são convidados a escolher entre duas opções: eles preferem Item A ou Item B, por exemplo. Mas na verdade, eles também podem adicionar um novo item que será apresentado aos futuros participantes. Assim, à medida que o tempo passa, o número de opções aumenta à medida que os entrevistados sugerem suas próprias ideias.

Este tipo de pesquisa tem diversas vantagens. Salganik e Levy salientam que este formato de pesquisa permite que os participantes respondam com tantas opções quanto quiserem. Eles chamam isso de ganância de propriedade.

Este tipo de pesquisa também permite que os participantes contribuam com novos itens sempre que quiserem e, assim, é exclusivamente colaborativo. Por fim, as respostas apresentadas a novos participantes podem ser selecionadas de forma a maximiza o aprendizado com base nas respostas anteriores. então uma pesquisa wiki pode se adaptar à medida que evolui.

Para testar a ideia, Salganik e Levy criaram um site gratuito chamado www.allourideas.org em que qualquer pessoa pode criar uma pesquisa wiki e reunir entrevistados de um público-alvo incentivado a participar. Desde 2010, o site já recebeu cerca de 5.000 pesquisas wiki que incluíam 200.000 itens e receberam 5 milhões de respostas.

Salganik e Levy discutiram em detalhes o exemplo de uma pesquisa realizada pelo Escritório de Planejamento a Longo Prazo e Sustentabilidade gerenciado pelo prefeito de Nova York. Esta organização quis entender as ideias dos moradores sobre o plano de sustentabilidade da cidade e integrar quaisquer novos pensamentos.

A prefeitura começou com uma lista de 25 itens que ele pediu às pessoas para comparar aos pares, ao mesmo tempo, incentivando os participantes a adicionar suas próprias ideias. Por exemplo, as pessoas foram convidadas a escolher entre "pátios escolares abertos por toda a cidade como parques públicos" e "aumento localizado do plantio de árvores em bairros com alto número de pessoas com asma".

Durante quatro meses, 1.436 pessoas contribuíram com mais de 30 mil respostas e 464 novas ideias para a pesquisa. Ao final da pesquisa, oito das 10 ideias com melhor pontuação tinham sido fornecidas pelos próprios entrevistados.

Essas ideias, incluíram ideias que pouco provavelmente teriam surgido através de outros métodos de coleta de dados, como "Manter a água de Nova Iorque potável, proibindo fracking na bacia hidrográfica de NYC" e "ligar navios à rede elétrica, para que não fiquem ociosos nos portos - reduzindo emissões em volume equivalente ao emitido por 12.000 carros a cada navio conectado".

Salganik e Levy rapidamente notam que seu método exige muito mais pesquisa.

Em especial, eles precisam entender melhor a consistência e a validade das respostas que geram. Isso pode ser feito comparando os resultados com os de outras formas de coleta de dados.

Além disso, a análise dos dados oriundas das pesquisas wiki ainda é um tipo de experiência estatística e são um desafio significativo para a comunidade estatística que busca formas mais eficientes de extrair informações usando esse tipo de processo.

Essa é uma nova abordagem interessante que permite a coleta de dados que seriam difíceis de obter por outros métodos. Em especial, permite que dados sejam reunidos de uma forma que reflita a distribuição normal já bem conhecida das pesquisas.

Por exemplo, na Wikipedia a maioria das informações é criada por um pequeno número de editores. "Se a Wikipedia fosse autorizar somente 10 edições por editor - semelhante a uma pesquisa que pede aos participantes que escolham apenas uma opção - excluiria cerca de 95% das edições que recebe", dizem Salganik e Levy.

É claro que esse tipo de preconceito deve ser contabilizado quando se trata da análise de dados. E é aí que está o real desafio. É hora de os estatísticos ficarem ocupados.

Para deixar seu comentário, por favor, regístrate ou efetue seu login

Esqueceu sua senha?

Publicidade

Vídeo

Inovadores com menos de 35 anos Brasil

Mais Vídeos

Informes Especiais

Uma Cura para os Gastos com Saúde

Os gastos com a saúde estão fora de controle. E a inovação em medicamentos, testes e tratamentos é o motivo. Mas e se a tecnologia pudesse ser uma forma de poupar dinheiro ao invés de gastá-lo?

Ganhando Com Dispositivos Móveis

Publicidade
Publicidade